Deprecated: mysql_connect(): The mysql extension is deprecated and will be removed in the future: use mysqli or PDO instead in /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/database/mysql.php on line 6
Warning: session_start(): Cannot send session cookie - headers already sent by (output started at /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/database/mysql.php:6) in /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/library/session.php on line 11Warning: session_start(): Cannot send session cache limiter - headers already sent (output started at /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/database/mysql.php:6) in /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/library/session.php on line 11Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/database/mysql.php:6) in /home/germiplanta/public_html/site/loja/index.php on line 173Warning: Cannot modify header information - headers already sent by (output started at /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/database/mysql.php:6) in /home/germiplanta/public_html/site/loja/system/library/currency.php on line 45 Couve Galega

Couve Galega

Couve Galega
Fabricante: Germiplanta
Modelo: CouveGalega
Disponibilidade: Em Stock
Preço: 0,11€
Sem Impostos: 0,10€
Qt.:  
   - OU -   
Este produto tem uma quantidade mínima de 5 para venda

Couve Galega

(minimo de 5)

Época: Outono/Inverno
Compasso de plantação (cm): 70x 70 
Ciclo: outono/inverno – 28 a 36 semanas dependendo da época do ano
Exigência de água: +
 
Cuidados culturais
A couve é uma hortaliça que cresce melhor em clima ameno ou frio, sendo que alguns cultivares podem sobreviver mesmo quando a temperatura chega a -10°C se as plantas já estão bem desenvolvidas. Alguns cultivares de couve toleram altas temperaturas, mas a couve é cultivada normalmente durante o outono e o inverno em regiões de clima mais quente. Durante períodos de calor a couve reduz seu crescimento e a qualidade das folhas produzidas é pior, tanto em tamanho e aparência, quanto em sabor. Em regiões de clima ameno a couve pode ser cultivada durante o ano todo, embora não sejam semeadas no inverno em locais onde este é rigoroso.
Cultive em condições de alta luminosidade, com sol direto. Nas estações mais quentes do ano, prover sombra parcial pode ser benéfico para as plantas.
O solo deve reter bem a umidade mas deve ser bem drenado, ser fértil, com boa disponibilidade de nitrogênio e rico em matéria orgânica. O pH do solo deve estar entre 6 e 7,5.
O solo deve ser mantido sempre húmido, mas sem que fique encharcado, pois isso poderia prejudicar as raízes e favorecer o surgimento de doenças.
A couve também pode ser cultivada em vasos com um mínimo de 25 cm de diâmetro.
Retire as ervas invasoras que estiverem concorrendo por recursos e nutrientes.
Por vezes, dependendo do cultivar, a planta pode ficar muito alta. Neste caso, pode-se cortar a extremidade do caule principal para favorecer o desenvolvimento dos brotos laterais e manter assim a planta em uma altura que você considere confortável para o manuseio e a colheita. Por outro lado, excluir ou limitar o número dos brotos laterais pode estimular o crescimento das folhas no caule principal.
A colheita das folhas da couve inicia-se normalmente de 10 a 16 semanas após a plantação. Evite colher as folhas nas horas mais quentes do dia e deixe pelo menos as 5 folhas mais jovens no caule. Acredita-se que as folhas colhidas após a ocorrência de uma geada têm melhor sabor. Em condições adequadas, a couve pode produzir por alguns poucos anos sem necessidade de replantação.
Valor nutricional e propriedades medicinais
De todos os legumes existentes, a couve-galega é uma das fontes mais ricas em cálcio – é a mais rica em cálcio do que o leite – além do que fornece este mineral sob uma forma que é facilmente absorvida pelo organismo. Tal como as couves-de-bruxelas e os brócolos, a couve-galega possui compostos que podem bloquear a acção de alguns carcinogénios, ajudando assim a evitar o cancro. Estudos indicam que a ingestão de quantidades elevadas desses legumes está associada a um risco reduzido de cancro no estômago, intestinos e cólon. A couve-galega contém ainda compostos, conhecidos por indóis, que estimulam o metabolismo do fígado e assim, indirectamente, a decomposição e eliminação da hormona feminina estrogénio. 
Os níveis altos de estrogénio têm sido associados ao cancro hormonodependente, incluindo o cancro da mama.
 
Nutriente/Valor
Energia 25 kcal
Carboidratos 5,8 g
Proteína 1,3 g
Total Gorduras 0,1 g
Colesterol 0 g
A fibra dietética 2,50 mg
 
Vitaminas
Folatos 53mcg
Niacina 0.234 mg
Ácido pantotênico 0,212 mg
Piridoxina 0.124 mg
Riboflavina 0,040 mg
Tiamina 0.061 mg
Vitamina C 36,6 mg
Vitamina A 98 UI
Vitamina K 76 mcg
 
Eletrólitos
Sódio 18 mg
Potássio 170 mg
Minerais
Cálcio 40 mg
Ferro 0,47 mg
Magnésio 12mg
Manganês 0.160mg
Fósforo 26 mg
Zinco 0,18 mg
 
Fito-nutrientes
Caroteno, beta 42 mcg
Caroteno, alfa 33 mcg
Luteína, zeaxantina 30 mcg
 
Curiosidades: UM estudo levado a cabo recentemente em Lyon, França, veio comprovar que comer pelo menos uma vez por semana couve ou brócolos previne o cancro do pulmão em 70% dos indivíduos, pois estes vegetais são ricos em isotiocianato, um químico natural que protege contra este cancro.
 

Fazer um comentário

O seu Nome:


O seu Comentário: Obs: Não há suporte para o uso de tags HTML.

Avaliação: Mau           Bom

Escreva o código da imagem:



Alfobre © 2020